Vírus do sarampo ajuda a eliminar câncer em estudo experimental

Vírus do sarampo

Uma dose fortíssima do vírus do sarampo manipulada em laboratório eliminou pela primeira vez ter eliminado completamente o câncer em uma paciente, informaram cientistas americanos esta semana.

 “Temos aqui um tratamento que você aplica uma vez e o efeito pode ser a remissão de longo prazo do câncer”, disse o principal autor do estudo, um hematologista que co-desenvolveu a terapia, descrita na edição desta quarta-feira do periódico “Mayo Clinic Proceedings”. “Acreditamos que possa se tornar uma cura de aplicação única”, prosseguiu.

 A paciente, de 49 anos, foi diagnosticada com um tipo de câncer na medula denominado mieloma múltiplo. Ela tinha um tumor na fronte e o câncer se espalhou pela medula espinhal. Ela recebeu uma dose intravenosa do vírus do sarampo, conhecido como MV-NIS, que é seletivamente tóxico às células de plasma do mieloma.

 Uma dose normal de vacina do sarampo contém 10 mil unidades infecciosas do vírus do sarampo. A dose neste estudo foi de 100 bilhões de unidades infecciosas. “Ela teve uma resposta notável”, disse Russell.

 Apesar de alguns efeitos colaterais precoces, como fortes dores de cabeça, o tumor na testa logo desapareceu e sua medula ficou limpa. Russell disse que sua remissão durou nove meses. Quando o tumor em sua fronte começou a reaparecer, os médicos o trataram com radioterapia local.

Comentários estão fechados