Vacina contra o HPV é confiável, afirma médico Julio Abramczyk em artigo para Folha de S. Paulo


A vacina contra o HPV é segura, esclarecem em comunicado conjunto as sociedades brasileiras de pediatria, de infectologia e de imunizações, a Sociedade Latino-americana de Infectologia e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. As informações são do médico e colunista do jornal Folha de S. Paulo, Julio Abramczyk.

Segundo artigo, publicado neste sábado (20), a aplicação da vacina, dos 11 aos 13 anos, oferece proteção contra o câncer do colo do útero na idade adulta. “Por isso, é importante a continuidade da campanha de vacinação contra o HPV. Em março, a cobertura vacinal foi de 90%, com mais de 4 milhões de doses aplicadas; é necessária a aplicação da segunda dose da vacina.”

Até o momento, enfatiza o comunicado, não se observou associação causal entre a vacina e algum efeito grave.

Para os pediatras e infectologistas pediátricos, as ocorrências relacionadas à aplicação preventiva do HPV são iguais aos casos analisados em outras vacinas.

Comentários estão fechados