Teste genético aponta eficácia de medicamentos de acordo com o DNA

Farmacogenômica pode ajudar atingir o objetivo de tratamentos de determinadas doenças de forma mais assertiva e com menos efeitos adversos

 

É procedimento básico logo na triagem de uma consulta médica ser questionado ao paciente se ele tem alergia a algum medicamento. Isso não é novidade. Mas um procedimento que pode fazer muita diferença não só para os atendimentos, mas à vida das pessoas, são os testes genéticos que identificam não apenas as reações adversas, mas a eficácia de cada medicamento de acordo com o DNA, como o painel voltado para farmacogenômica oferecido pela Genera , o primeiro laboratório brasileiro especializado em genômica pessoal.

“A farmacogenômica é a ciência que estuda a interação entre genes e medicamentos através da análise de regiões específicas do DNA. Com ela é possível obter informações sobre, por exemplo, o perfil de metabolização do paciente para um determinado fármaco, bem como o perfil esperado de resposta ao tratamento”, explica Ricardo di Lazzaro Filho, médico e sócio-fundador da Genera.

O painel oferecido pelo laboratório conta com um relatório focado em 15 medicamentos de uso comum como aspirina, antiinflamatórios, contraceptivos orais, além de medicamentos para hipertensão, colesterol elevado e de tratamento para dependência de nicotina. “Os resultados obtidos neste exame são importantes aliados no tratamento de pacientes que não estão respondendo positivamente a um determinado medicamento, seja por falta dos efeitos desejados ou em função do excesso de efeitos colaterais”, afirma Di Lazzaro.

Ancestralidade, saúde e bem-estar

A Genera também trabalha com outros testes voltados a saúde e bem-estar, que incluem resultados como tendência a deficiências de vitaminas, diabetes, fotoenvelhecimento, obesidade e alcoolismo, sensibilidade a cafeína, fome emocional, nível de impulsividade de cada indivíduo. Esses são alguns dos aspectos que são voltados para uma boa qualidade de vida e autoconhecimento.

Além da parte de saúde e bem-estar, a Genera oferece o teste de Ancestralidade, que faz a leitura de aproximadamente 700 mil pontos do DNA de uma pessoa e para descobrir qual a origem do seu DNA e identificar a sua ascendência em pelo menos 05 gerações. O seu resultado é visto em um mapa, onde estarão indicadas as áreas de onde vieram os seus ancestrais, com suas respectivas porcentagens.”Nosso principal objetivo é tornar os testes genéticos acessíveis à população, tanto do ponto de vista econômico quanto de produção de conteúdos e resultados compreensíveis para popularizar esse nicho, alcançando assim o maior número de pessoas e ajudá-las na trajetória do autoconhecimento”, conclui Ricardo.

Fonte: Genera, por meio da assessoria de imprensa.

Comentários estão fechados