Sociedade Brasileira de Queimaduras lança cartilha com cuidados para volta às aulas

O objetivo é evitar que as crianças sofram queimaduras devido ao uso do álcool em gel no combate ao coronavírus

O ano letivo de 2021 começou em vários estados brasileiros, e, como ainda estamos no meio da pandemia causada pelo coronavírus, todo cuidado é necessário. Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) lançou a cartilha Volta às aulas seguras: sem Covid, sem queimaduras, sobre como evitar acidentes, uma vez que o álcool em gel é inflamável e é usado no combate ao vírus.

O material coloca o Super P em ação – um personagem criado pela Sociedade para atrair à atenção das crianças – e dá dicas de como se proteger se mantendo em segurança, longe das queimaduras. Dessa forma, a cartilha explica a diferença entre lavar as mãos com água e sabão e utilizar o álcool 70%, indica quando e como lavar as mãos, além da atenção ao uso dos totens de álcool pelas crianças. Por fim, ensina como as pessoas devem agir caso ocorra a queimadura.

Para o presidente da SBQ, José Adorno, a melhor maneira de evitar a queimadura é a prevenção. “Enxergamos o uso do álcool com muito risco, de fornecer à criança esse tipo de proteção. Não que não possa ser eventualmente usado, mas a criança tem que aprender todo o risco que o álcool oferece em nível de queimadura. As crianças não devem usar somente o álcool nem devem ser oferecidos nas escolas. Outro fato importante é sobre a altura dos totens, que são feitos para adultos e, no caso das crianças, o jato vai no rosto, no olho, e se torna um acidente”, destaca.

A cartilha já pode ser encontrada no portal da SBQ.

PARCERIA – a cartilha foi feita em parceria com a Wilivro, uma empresa que cria soluções tecnológicas que ajudam os alunos, professores, gestores e instituições no processo de ensino-aprendizagem. O material foi desenvolvido gratuitamente em apoio à causa.

Fonte: Sociedade Brasileira de Queimaduras / Imagem ilustrativa: Pexels

Comentários estão fechados