Síndrome do Cabelo Impenteável: Entenda por que ocorre, como é feito o diagnóstico e como cuidar dos fios

Tricologista, Dra. Ana Carina Junqueira explica sobre condição capilar rara, diagnosticada em pouco mais de 100 pessoas no mundo

É certo que desde o instante que nascemos até a adolescência e começo da vida adulta, nossos cabelos podem sofrer diversas mudanças de textura, tonalidade e cumprimento, mas para pouco mais de 100 pessoas no mundo todo, uma alteração rara e conhecida como Síndrome do Cabelo Impenteável pode mudar drasticamente a estrutura dos fios ainda na infância, transformando cabelos que nasceram lisos e castanhos, em loiros e eletrizados, impossíveis de pentear.

“A Síndrome dos Cabelos Impenteáveis é causada por uma mutação dos genes responsáveis pela formação de proteínas dos cabelos. Ela ocorre ainda na infância e faz com que os fios que naturalmente tem um formato cilíndrico, nasçam com bordas assimétricas e irregulares, o que os torna quase impossíveis de reagrupar e domar”, explica a dermatologista e tricologista Dra. Ana Carina Junqueira.

A especialista afirma que os portadores da síndrome costumam apresentar fios mais finos, sensíveis e quebradiços, secos e frizados, geralmente loiros quase brancos e volumosos, além de crescerem em um ritmo mais lento que o habitual. “Os primeiros sinais tendem a aparecer logo após a primeira troca de cabelo dos bebês, mas podem acontecer em qualquer etapa da infância. O diagnóstico não é tão simples quanto pode parecer e nem mesmo barato, já que só é possível através de testes genéticos e exames microscópicos que possibilitem ver a conformação dos fios, disponíveis em poucos lugares do país”, conta a Dra. Ana.

A boa notícia, segundo a dermatologista é que, por razões ainda desconhecidas, essa condição geralmente melhora com o passar dos anos e os cabelos podem voltar a serem lisos ou ondulados, com uma leve mudança de tonalidade. Mas, enquanto essa mudança tão aguardada pelos pais não acontece, a dica, de acordo com a Dra. Ana Carina é lavar os cabelos com menos frequência na semana, fazer uso de óleos capilares para conter o volume, além de evitar escovar e prender os cabelos, para não causar mais danos aos fios e de maneira alguma opte por tratamentos químicos alisadores.

Por: Index Conectada / Foto Ilustrativa: Reprodução Instagram

Comentários estão fechados