Coloplast apoia a fundação do Movimento Ostomizados do Brasil/MOBR

Neste mês, o Movimento Ostomizados do Brasil/MOBR realizou sua Assembleia de Fundação do MOBR, oficializando a iniciativa. A Coloplast reforça seu compromisso no apoio à causa e considera fundamental a mobilização a favor dos estomizados em todo país.  

O MOBR existe desde fevereiro de 2020, reunindo 22 organizações situadas no Distrito Federal,  Amazonas, Amapá, Sergipe, Maranhão, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Sua proposta é unir estomizados, familiares, associações e apoiadores na defesa e na garantia de direitos por meio de políticas públicas e ações inclusivas para as pessoas com estomia. “A oficialização do MOBR fortalece a ação das associações de estomizados em busca de respeito e visibilidade. Essa união só traz benefícios e confirma a necessidade de discutir melhores condições de acesso e qualidade de vida a esse público”, reforça Luiz Tavares, diretor geral da Coloplast. 

O Brasil tem hoje cerca de 120 mil estomizados (considerando apenas estomas de eliminação), sendo que 75% (90 mil) recorrem ao SUS para ter acesso às bolsas de estomia. São em média de 15 mil novos casos por ano e uma base crescente − projeções do INCA indicam o aumento de diagnósticos de câncer colorretal, o segundo tipo mais frequente em homens e mulheres, e principal causa de confecção de estomias. A Portaria 400/2009 estabeleceu as Diretrizes Nacionais para a Atenção à Saúde das Pessoas Ostomizadas no âmbito do Sistema Único de Saúde/SUS, mas ainda há mudanças a serem implantadas.  

“Para ampliarmos e melhorarmos o atendimento aos estomizados, precisamos cobrar do governo uma maior oferta de bolsas, uma diversidade nas opções, já que cada corpo pede um tipo de bolsa, e a possibilidade de termos acesso aos adjuvantes, como cremes, filtros e bases adesivas”, reforça Ana Paula Batista, presidente do MOBR. 

Com a fundação do MOBR, o movimento cria seu Estatuto Social, dá posse à sua Diretoria Executiva e a seu Conselho Fiscal e registra seu endereço oficial. “Cada vez mais, precisamos fortalecer a ideia de que pessoas estomizadas importam. Temos uma deficiência invisível e é nosso dever lutar por nossos direitos”, ressalta a presidente do MOBR.  

Ana Paula Batista reforça ainda que “temos agora, de fato, uma representatividade nacional. Queremos estar presentes em todos os municípios e fortalecer as associações, para que as pessoas com estomia tenham os seus direitos discutidos e assegurados. Nosso lançamento contou com a participação de diversas associações regionais, além da Associação Brasileira de Estomaterapia e de representantes da indústria, incluindo a Coloplast, pioneira no apoio ao MOBR no Brasil. Nosso próximo passo é a emissão da carteira unificada do Movimento Ostomizados BR, em aliança com as associações, para que possamos ter dados mais concretos sobre o quantitativo e quem são essas pessoas. Queremos dialogar em todas as esferas do Governo e discutir políticas públicas, entendendo que a pauta da transversalidade é necessária para atender aos anseios dos estomizados.”

Fonte: Coloplast / Foto ilustrativa: Divulgação

Comentários estão fechados