Cofen apoia mobilização contra MP que libera venda de remédios sem prescrição

Em vista das emendas inseridas na Medida Provisória 881/19, conhecida como a Lei da Liberdade Econômica, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) apoia a mobilização contra as emendas inseridas, que ameaçam as conquistas no âmbito da segurança da população.

O texto da MP elimina a necessidade de farmacêuticos em farmácias, com a criação da assistência farmacêutica remota, e libera a venda de medicamentos sem prescrição fora das farmácias, não levando em consideração aspectos relativos à saúde da população e à segurança do paciente.

Como profissionais que também prescrevem medicamentos em protocolos estabelecidos, a Enfermagem acredita na união das áreas da Saúde para que a população não seja colocada em risco e não incentive a situação da automedicação, já recorrente no País.

Fonte: Ascom – Cofen

Comentários estão fechados