AstraZeneca cria recurso que relaciona batimentos cardíacos e ritmos musicais

CoraSong, idealizado em parceria com a Ogilvy Brasil, usa inteligência artificial para mapear fluxo sanguíneo e sugerir playlists no Spotify. Projeto faz parte da campanha para o Setembro Vermelho, iniciativa que chama atenção para doenças no coração

Dando continuidade às iniciativas para o Setembro Vermelho, mês que chama atenção para os cuidados com as doenças cardiovasculares, e para o Dia Mundial do Coração, no dia 29 de Setembro, a AstraZeneca acaba de lançar a plataforma CoraSong. Em parceria com a Ogilvy Brasil, o recurso usa inteligência artificial para mapear o fluxo sanguíneo das pessoas, e a partir daí, estabelecer seus batimentos cardíacos e fazer sugestões de playlists personalizadas.

O projeto faz parte da campanha “No Ritmo do Seu Coração”, lançada no começo de setembro, e que convida os brasileiros a ouvirem possíveis sinais de atenção no corpo. O conceito foi inspirado na relação do brasileiro com a música como ponto de conexão para sensibilizar as pessoas. Na dinâmica digital, as pessoas acessam a landing page personalizada de CoraSong, via smartphone ou desktop, onde o recurso de câmera de vídeo é aberto. A partir de um algoritmo que mapeia a tonalidade da pele de acordo com o fluxo sanguíneo, a tecnologia identifica o ritmo cardíaco e recomenda um dos três tipos de playlists criadas. As músicas são de estilos diferentes tendo como base os principais hits mais ouvidos no Spotify Brasil.

Além de CoraSong, o projeto inclui um filme manifesto, além de desafios nas mídias sociais, ações no digital, influenciadores e PDV. A campanha marca o início da parceria da AstraZeneca com a Ogilvy Brasil, que passa a responder por projetos de comunicação do cliente.

Promovendo o Programa de Apoio ao Paciente da empresa, o “Faz Bem”, a ideia é inspirar os pacientes a manterem um diálogo constante com seu médico de forma preventiva, para que assim, mantenham a harmonia e comprometimento com a saúde do órgão.

“Para sensibilizarmos as pessoas sobre os cuidados com o coração de forma leve e lúdica, idealizamos o CoraSong, ferramenta que combina tecnologia e entretenimento. Com a curadoria das músicas mais ouvidas no Spotify Brasil, garantimos que as pessoas vão se identificar com as playlists que criamos a partir dos mesmos padrões de batimentos por minuto”, destaca Ricardo Sciammarella, diretor de criação da Ogilvy Brasil.

Setembro Vermelho

O projeto para o Setembro Vermelho conta com uma série de ações online e offline ao longo do mês para os públicos interno e externo como forma de contemplar todos os pontos de contato. Nas redes sociais, a AstraZeneca promove um desafio musical com influenciadores. Também no digital, a empresa prepara um filtro no Instagram e série de postagens com mensagens que reforçam a importância da saúde cardiovascular. Outros conteúdos, como quizzes e uma live aberta ao público, chamam atenção para o impacto das doenças cardíacas e como evitá-las.

Estão previstas ações no ponto de venda em algumas das principais capitais do Brasil, que receberão entre os dias 21 e 25 de setembro, comunicação visual da campanha e presença de promotores apresentando a plataforma do programa Faz Bem. Participam da dinâmica algumas farmácias selecionadas de Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Fortaleza (CE), São Paulo (SP), Brasília (DF), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Florianópolis (SC), onde os pacientes receberão informações úteis sobre cuidados com o coração.

Sobre a AstraZeneca

AstraZeneca é uma empresa biofarmacêutica global, voltada para inovação, com foco principal na descoberta, desenvolvimento e na comercialização de medicamentos de prescrição nas seguintes linhas terapêuticas: gastrointestinal, cardiovascular, neurológica, respiratória e inflamatória, oncológica e doenças infecciosas. A AstraZeneca opera em mais de 100 países, seus medicamentos inovadores são usados por milhões de pacientes em todo o mundo. Para mais informações, visite: www.astrazeneca.com.br e siga a Empresa no Instagram @astrazenecabr.

Por: Thaynara Dalcin

Comentários estão fechados