Johnson & Johnson Medical Devices terá espaço para capacitação de profissionais da saúde dentro do novo Centro de Treinamento Edson Bueno

Em parceria com o UnitedHealth Group Brasil, a empresa expande para o Rio de Janeiro sua atuação em educação profissional, com foco na ampliação do acesso às novas tecnologias cirúrgicas, visando a melhoria dos resultados para os pacientes

 

São Paulo, 03 de julho de 2017 – A Johnson & Johnson Medical Devices inaugura hoje (30/6), dentro do novo Centro de Treinamento Edson Bueno, no Rio de Janeiro, uma área dedicada ao treinamento de profissionais da saúde. A iniciativa faz parte da estratégia da empresa de expandir seus programas de educação profissional para fomentar o aprimoramento de procedimentos e de técnicas cirúrgicas através de treinamentos inovadores. Com 30m2, o espaço denominado Johnson & Johnson Institute Innovation Room, será dedicado à simulação clínica e, para tanto, conta com simuladores cirúrgicos de realidade virtual, com modelos customizados para a prática de habilidades, e representa uma extensão do Johnson & Johnson Institute, localizado em São Paulo, que abriga o maior centro de simulação cirúrgica virtual da América Latina.

 

Com a constante evolução das tecnologias médicas, a educação é essencial para a transferência de conhecimento e melhoria do acesso ao cuidado cirúrgico de qualidade. Dados da OMS estimam que até 30%1 da demanda global de doenças seja cirúrgica, porém cerca de 5 bilhões[1] de pessoas em todo mundo não têm acesso a procedimentos cirúrgicos seguros, acessíveis e no tempo certo. “A simulação facilita a participação mais ativa do aluno, trazendo oportunidades de repetição, retroalimentação e reflexão, possibilitando um ambiente de aprendizado seguro e, consequentemente, melhores resultados dos serviços prestados ao paciente. Estamos em constante busca por modelos inovadores de treinamento e acreditamos que os simuladores são fundamentais no processo de aprendizagem”, explica Elisabete Murata, Diretora de Educação da Johnson & Johnson Medical Devices para a América Latina.

 

Desde 2010, mais de 23 mil profissionais de saúde foram beneficiados pelos programas de educação profissional do Johnson & Johnson Institute (SP) e seu Centro Satélite, em Recife (PE), e por uma série de parcerias com universidades estabelecidas em toda a América Latina. A inauguração do novo espaço dentro do Centro de Treinamento Edson Bueno ampliará o alcance da empresa neste sentido, reforçando o compromisso com o treinamento de jovens cirurgiões e residentes de instituições locais. Os investimentos contínuos da Johnson & Johnson Medical Devices nessa área atendem a uma necessidade apontada pelos próprios profissionais de saúde. Uma pesquisa[2] mundial realizada com cerca de 662 profissionais de saúde, sendo 114 da América Latina, mostrou que 95,7% dos cirurgiões da região consideram muito importante a presença em programas de treinamento para novos produtos e procedimentos. Além disso, 97,7% acreditam que treinamentos proporcionam menor chance de erros nos procedimentos cirúrgicos.

 

“Acreditamos que, com a ajuda de programas sólidos de treinamento, os profissionais de saúde podem adquirir e aperfeiçoar habilidades, praticar novos procedimentos e, dessa forma, oferecer soluções mais seguras e efetivas a seus pacientes, salvando mais vidas. Junto com profissionais de saúde que passaram por nossos treinamentos, pudemos tocar mais de 2 milhões de vidas na América Latina desde 2010”, orgulha-se Marcos Fujihara, gerente de Educação da Johnson & Johnson Medical Devices no Brasil.

 

O Programa C.A.R.E.

Com o objetivo de melhorar o acesso à saúde e salvar mais vidas, o Johnson & Johnson Institute mantém treinamentos personalizados para atender às necessidades de aprendizado específicas de profissionais de saúde de toda a América Latina. O Programa Educacional C.A.R.E. considera diferentes perfis de profissionais, de residentes até médicos experientes, que precisam desenvolver habilidades de comunicação e liderança para a transferência de conhecimento. É dividido em quatro grandes pilares, com aprendizado continuado sob medida para cada etapa do percurso de aprendizagem:

  • Construct Knowledge: construção de conhecimentos básicos em vídeo cirurgia;
  • Accelerate Skills: aceleração das habilidades com treinamento intensivo e preceptoria;
  • Refine Expertise: participação em seminários com especialistas internacionais. Os participantes têm contato com técnicas mais refinadas e adquirem confiança na realização de procedimentos mais complexos;
  • Enable: treinamento específico de conteúdo científico, com foco na comunicação do conhecimento para que estejam preparados a atuar como líderes disseminadores do aprendizado junto a outros profissionais de saúde.

 

Após concluir as quatro etapas do Programa C.A.R.E., os profissionais de saúde podem participar do C.A.R.E.2, um programa seleto e customizado na área de interesse de cada profissional de saúde. “Comprovamos ao longo dos anos que treinamentos customizados, com conteúdo teórico robusto e exercícios práticos, aplicados a grupo de especialistas restrito por turma, são uma abordagem muito eficiente de aprendizado”, conclui Murata.

Comentários estão fechados